Connect with us

Colunistas

Os desafios enfrentados pelos franqueados e como superá-los

Published

on

franqueado

Costumo dizer que o franqueado é o “CEAll” em sua operação, ou seja, o “Chief Executive All”, afinal, fará de tudo um pouco em seu negócio, preenchendo diversas cadeiras e por vezes em diversos níveis ao mesmo tempo.

Com o passar do tempo e campanhas de acordo com o negócio e segmento que está inserido, os estágios que compõem a curva de aprendizado operacional, tático e estratégico, se realizarão e a velocidade de permanência em cada estágio deste dependerá do perfil do franqueado e desenvolvimento de sua equipe, bem como da oferta e repertório de experiência e know-how transmitido pela franqueadora.

Dentre tudo que se tem que olhar na operação, minha sugestão é que o franqueado tenha como matriz de sua atenção dois pontos principais: como gerar mais receita e como gerar menos despesa. Por mais óbvio que possa parecer, muitas vezes o empreendedor é tomado por uma série de afazeres que deixam a menor parte do tempo para o que faz o negócio existir: o resultado.

Uma visão que compartilho é que a partir da definição do que é prioritário, do que decide a existência e crescimento do negócio, os próximos pilares são: pessoas, processos e clientes. Já ouvi a pergunta do porquê o cliente aparece em último nessa relação e respondo que é porque se as pessoas e tudo o que as envolve está dentro dos trilhos e os processos e tudo o que os envolve está dentro dos trilhos, bom atendimento ou bom serviço ao cliente virá como consequência.

Agora, a partir da clareza dos pilares de sustentação do negócio, existirão tantos outros desafios, sendo que ao final do dia, você perceberá que a tendência é que a maioria deles estejam ligados a comunicação, planejamento e relações humanas, que permeiam a relação entre franqueado e franqueador, por isso, estar aberto e disposto a conversar com o franqueador (e por favor, quando necessário, converse mesmo. Não vale dizer que mandou uma mensagem de voz!); contar com o consultor de campo de sua rede como primeiro apoio; trocar ideias e boas práticas com outros franqueados de sua rede e mesmo de outras redes de franquia (mas aqui trago outro alerta: não caia na bobagem de ficar em grupos de WhatsApp de franqueados que não produzem solução e desperdiçam tempo com lamentações e reclamações); realizar cursos de gestão e vendas; estar atento as oportunidades não convencionais de comercialização de seus produtos ou serviços e sobretudo, ter clareza que empreender é estar disposto a lidar com novos desafios todos os dias! A diferença é que quando você selecionou um bom parceiro franqueador, ele estará ali contigo, para essa lida diária!

Imagem: Envato


(*) Arlan Roque – Diretor de expansão na Cacau Show e atua há no sistema de franquias há 20 anos. É autor dos livros “Empreendedores de Coração – histórias de superação e perseverança de franqueados de sucesso” e “Franquias: tudo o que você precisa saber”. Atualmente é membro da Comissão de Expansão da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e professor convidado da FIA para o MBA Gestão de Franquias.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *