Connect with us

Operação

Planejamento orçamentário: o que é e como fazer no varejo

Descubra como um planejamento orçamentário estratégico pode impulsionar o sucesso financeiro do seu negócio no competitivo mundo do varejo

Published

on

No mundo dos empreendimentos, ter o controle orçamentário da sua empresa é mais que importante, mas fundamental para a saúde e viabilidade dos negócios. É imprescindível ter a mais plena noção das entradas, saídas, empréstimos e recebimentos de uma empresa, para que as tomadas de decisões sejam amparadas em boas estratégicas. É aí que entra o papel do planejamento orçamentário.

Orçamento é uma coisa que se faz antes de começar a prática de uma transação financeira. Então, o planejamento orçamentário é um documento em que, além de reunir todas as informações financeiras da empresa, se planeja as principais entradas e saídas durante certo período. É comum que esse período seja anual, mas pode-se fazer um novo planejamento sempre que necessário.

Neste artigo, vamos explorar detalhadamente a importância do planejamento orçamentário no contexto do varejo, destacando estratégias fundamentais para otimizar os recursos e impulsionar o crescimento sustentável das empresas.

O que é planejamento orçamentário?

O planejamento orçamentário no varejo é um processo estratégico que envolve a definição de metas financeiras, alocação de recursos e monitoramento constante do desempenho financeiro dentro do setor de varejo. Essa prática abrange desde a projeção de receitas e despesas até a identificação de áreas de oportunidade e risco, proporcionando uma base sólida para a tomada de decisões financeiras.

Basicamente, o planejamento orçamentário é a tradução das metas da empresa em números. É agrupar as receitas previstas, somar as despesas já estabelecidas, calcular possíveis ajustes inflacionários, impostos, investimentos, etc, e pensar na viabilidade de tudo isso.

É comum que se faça um planejamento orçamentário no início de cada ano. O próprio Governo Federal faz um orçamento para as contas do próximo ano sazonalmente, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO). No orçamento do próximo ano, se prevê as datas comemorativas, faz-se simulações de cenários, etc.

Por exemplo, se uma empresa está enfrentando problemas em determinada área, o planejamento orçamentário deve conter estratégias para enfrentar e, mais ainda, resolver tal desafio. Caso esse problema seja financeiro, a necessidade de isso constar no documento é ainda maior.

Importância do planejamento orçamentário no varejo:

1. Controle Financeiro Preciso:

Em um ambiente altamente competitivo, o planejamento orçamentário oferece aos varejistas um controle financeiro preciso, permitindo-lhes acompanhar de perto os fluxos de caixa, evitar gastos desnecessários e alocar recursos de maneira eficiente.

2. Tomada de Decisões Embasada em Dados:

Ao fornecer uma visão clara das finanças da empresa, o planejamento orçamentário capacita os gestores a tomar decisões embasadas em dados, seja sobre investimentos em expansão, estratégias de precificação ou alocação de marketing.

3. Antecipação de Desafios e Oportunidades:

Ao identificar e analisar tendências de mercado, sazonalidade e mudanças no comportamento do consumidor, os varejistas podem antecipar desafios e oportunidades, preparando-se adequadamente para enfrentá-los ou capitalizá-los.

4. Estabelecimento de Metas Realistas e Mensuráveis:

O planejamento orçamentário ajuda os varejistas a estabelecer metas realistas e mensuráveis, fornecendo uma estrutura para avaliar o desempenho da empresa ao longo do tempo e ajustar estratégias conforme necessário.

Como fazer um planejamento orçamentário: passo a passo:

 

Claro! Aqui está um passo a passo sobre como fazer um planejamento orçamentário:

 

1. Estabeleça seus objetivos financeiros: 

Antes de começar a planejar seu orçamento, defina claramente quais são seus objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo. Isso pode incluir economizar para uma viagem, comprar uma casa, pagar dívidas, etc.

2. Analise sua situação financeira atual:

Faça um levantamento de todas as suas fontes de renda e despesas mensais. Isso inclui salário, renda extra, contas fixas (aluguel, água, luz, etc.), despesas variáveis (alimentação, transporte, lazer, etc.) e dívidas pendentes.

3. Estime sua renda:

Calcule sua renda total mensal, incluindo todos os fluxos de receita. Se você tem uma renda variável, como um trabalho freelancer, pode ser útil fazer uma média dos últimos meses.

4. Liste suas despesas:

Anote todas as suas despesas mensais, desde as fixas até as variáveis. Divida-as em categorias, como moradia, alimentação, transporte, lazer, dívidas, etc.

5. Identifique áreas para economia:

Analise suas despesas e identifique áreas onde você pode economizar. Isso pode incluir cortar gastos desnecessários, renegociar contratos (como planos de celular ou TV a cabo), ou encontrar maneiras mais econômicas de satisfazer suas necessidades.

6. Estabeleça um limite de gastos:

Com base em sua renda e despesas, defina um limite de gastos para cada categoria. Isso ajudará a garantir que você não gaste mais do que ganha e a priorizar seus objetivos financeiros.

7. Crie um plano de gastos mensal:

Utilizando as informações coletadas, crie um plano de gastos mensal detalhado, atribuindo uma quantia específica para cada categoria de despesa. Certifique-se de incluir uma reserva para emergências.

8. Acompanhe seus gastos:

Registre todas as suas despesas ao longo do mês para acompanhar seu progresso e garantir que você está aderindo ao seu plano de gastos.

9. Faça ajustes conforme necessário:

Avalie seu planejamento orçamentário regularmente e faça ajustes conforme necessário. À medida que sua situação financeira muda ou surgem novas despesas, você pode precisar reavaliar e adaptar seu plano.

10. Persista e revise:

O planejamento orçamentário é uma prática contínua. Continue monitorando suas finanças, revisando seu plano regularmente e ajustando conforme necessário para alcançar seus objetivos financeiros.

Conclusão:

Em resumo, o planejamento orçamentário é um componente fundamental para o sucesso sustentável no varejo. Ao adotar uma abordagem estratégica e proativa para o gerenciamento financeiro, os varejistas podem não apenas sobreviver, mas prosperar em um ambiente competitivo em constante evolução. Investir tempo e recursos em um planejamento orçamentário sólido é, portanto, essencial para garantir o crescimento e a longevidade dos negócios no varejo.