Connect with us

Inovação

Bloomberg anuncia criação de Inteligência Artificial

Modelo é capaz de ler, compreender e analisar grandes quantidades de informações financeiras em tempo real

Published

on

A Bloomberg, empresa de notícias e informações financeiras, anunciou o lançamento de seu próprio modelo de inteligência artificial, o GPT-B, voltado inteiramente para o setor financeiro. O modelo, desenvolvido em parceria com a startup de IA Primer, é capaz de ler, compreender e analisar grandes quantidades de informações financeiras em tempo real, fornecendo insights valiosos aos usuários da Bloomberg.

O GPT-B é baseado na tecnologia de linguagem natural GPT-3 da OpenAI, mas foi treinado com um conjunto de dados financeiros específicos para se concentrar em análises do mercado de ações, títulos e outros instrumentos financeiros. Segundo a Bloomberg, o modelo pode ajudar a identificar padrões ocultos, prever movimentos de preços e avaliar riscos.

A Bloomberg espera que o GPT-B seja uma ferramenta valiosa para investidores, analistas e profissionais financeiros em geral. O modelo pode ajudar a automatizar processos manuais de análise, permitindo que os usuários se concentrem em tarefas mais estratégicas e tomem decisões informadas com base em insights acionáveis.

A empresa também acredita que o GPT-B pode melhorar a transparência no setor financeiro, permitindo que os usuários acessem informações e análises mais precisas e imparciais. A Bloomberg planeja integrar o modelo em suas plataformas existentes, incluindo o Terminal Bloomberg.

Embora a tecnologia de inteligência artificial tenha sido cada vez mais utilizada no setor financeiro, a Bloomberg acredita que o GPT-B é um passo à frente em termos de aplicação da IA ao setor. Com seu foco exclusivo em finanças e seu treinamento em um conjunto de dados específico, o modelo pode fornecer insights mais precisos e úteis para seus usuários. A Bloomberg está confiante de que o GPT-B será uma ferramenta essencial para profissionais financeiros em todo o mundo.

Leia também:

Onde investir: descubra qual a melhor forma

Imagem: Freepik