Connect with us

Design

Quiet luxury segue firme e forte em 2024

Published

on

Quiet Luxury

A tendência do “quiet luxury” tem sido difícil de deixar, mesmo que, nos dias de hoje, a maioria das pessoas esteja mais propensa a viver de salário em salário. Mas, à medida que mais americanos são desencorajados pelo fast fashion, investir em roupas de qualidade que durem mais do que uma estação faz sentido econômico e ambiental, dizem alguns especialistas.

Os consumidores conscientes do orçamento ainda podem alcançar um visual de “quiet luxury” comprando de segunda mão e quiet luxury segue volta em 2024 sob um novo nome: estilo old money.

Leia também: Tendências da Moda Primavera/Verão 2024

A tendência do quiet luxury, marcada por materiais caros em tons discretos, ganhou um hype ano passado. No início do novo ano porém o “orçamento alto” parecia ser o antídoto — encorajando os consumidores a assumirem o controle de suas finanças e tomarem decisões conscientes em relação ao dinheiro, em vez de modelar comportamentos de compra inspirados em celebridades e seus bolsos sem fundo.

Mas os especialistas dizem que o quiet luxury ainda está vivo e bem, embora o foco agora seja no “old money”, que ainda é caro, mas enraizado em um visual e estilo de vida intemporais — com ou sem a riqueza geracional.

O que é o ‘estilo old money’?

“Estamos encantados com o estilo old money e suas roupas clássicas fáceis de usar, é familiar e reconfortante,” disse Sonya Glyn, editora do Parisian Gentleman, um blog de moda online, e apresentadora de “Sartorial Talks” no YouTube.

Quiet luxury, preppy e até mesmo “mob wife” se enquadram na estética do old money, que é reflexo do clima econômico atual, de acordo com Glyn.

Após a pandemia, as circunstâncias financeiras se tornaram cada vez mais divididas durante a chamada recuperação em forma de K, deixando os mais ricos ainda melhor do que antes. Ao contrário de outros períodos de prosperidade, o quiet luxury é enraizado em cores discretas e artesanato de alta qualidade, em vez da paleta de cores ousadas e logotipos chamativos de picos econômicos anteriores que eram sentidos de forma mais ampla em todo o país.

“Foi uma combinação de discrição e esnobismo,” disse Glyn.

Ao mesmo tempo, a tendência acertou em uma fórmula que funciona e é facilmente replicada com tons neutros ou looks completamente monocromáticos.

Por que o quiet luxury não vai embora?

Os jovens, em particular, estão se tornando mais conscientes sobre comprar peças que possam durar mais do que uma estação, de acordo com Thomaï Serdari, professora de marketing e diretora do programa de moda e luxo da Stern School of Business da Universidade de Nova York.

De muitas maneiras, é o oposto do fast fashion, que tem um problema de sustentabilidade muito conhecido e um custo ambiental, em grande parte devido às significativas emissões de gases de efeito estufa e à introdução de fibras plásticas mais baratas.

“Essa é a nova mentalidade que permitiu que o quiet luxury permanecesse um pouco mais,” disse Serdari.

Até os consumidores conscientes do orçamento podem alcançar um visual de “rico” comprando roupas e acessórios vintage em segunda mão, disse Glyn. “A ideia é comprar coisas que durem,” disse ela. “Ainda é quiet luxury porque você está comprando itens de alto nível,” acrescentou Glyn. “É glamouroso.”

 

Imagem: Envato
Informações de Jessica Dickler para CNBC
Tradução por Central do Varejo