Connect with us

Colunistas

Tenho uma franqueadora, e agora?

Published

on

tenho uma franqueadora, e agora?

O mercado de franquias vem se consolidando cada vez mais no Brasil, apresentando crescimento de 12,9% em faturamento no segundo trimestre de 2023 se comparado ao mesmo período em 2022. Franquia se torna então um caminho atrativo, tanto para investidores que querem abrir o próprio negócio, quanto para quem quer crescer utilizando desse meio. Com o aumento do número de franquias nascendo, surge também a grande pergunta: Tenho uma Franqueadora, e agora?

Por isso é preciso que você esteja preparado para não cometer alguns erros básicos, que podem travar o seu processo de escalonamento de vendas. E aqui vão algumas dicas:

  1. Tenha um plano de expansão claro e coerente com a sua estrutura. Avalie territórios, distribuição dos fornecedores, cidades com perfil mais adequado dentro do seu público-alvo, faixa de investimento do seu negócio e perfil do franqueado que precisa para adquirir seu modelo de negócio. Seja estratégico!
  2. Você precisará investir para atrair potenciais investidores. O crescimento orgânico até pode acontecer através de contatos pessoais e clientes da sua unidade própria, mas não conte com agilidade de expansão dessa forma. Os números do franchising nos diz que para cada 100 cadastros, apenas um se tornará franqueado. Para isso é preciso investir em captação de candidatos, seja em campanhas de tráfego pago (inbound), feiras, eventos ou até mesmo uma equipe de captação ativa (outbound).
  3. Tenha um processo comercial claro e funcional. Assim como qualquer outro produto, a expansão da sua rede será comercializado e terá outros concorrentes. Por isso, além de investir na captação de bons leads, todo o processo de vendas precisa ser claro e executado com assertividade, como por exemplo: qualificação dos leads, reunião de apresentação da marca, envio dos documentos jurídicos (NDA, COF, DRE), esclarecimento de dúvidas e quebra de objeções, por fim o fechamento e contrato. O seu candidato avaliará outras empresas com mesma faixa de investimento, lucratividade e segmento. Qual será o seu diferencial? Um bom e rápido atendimento pode fazer toda a diferença.
  4. Não venda por vender! Engana-se quem acredita que o lucro da Franqueadora será com taxa de franquia. Esse valor deve ser revertido para implantação e investimento na rede. Uma franquia de sucesso é aquela que traz benefícios para ambos os lados: franqueadora e franqueado. Tenha o seu franqueado como aliado e traga para ele soluções que ajudem a prosperar o seu negócio, afinal a Franqueadora ganhará dinheiro através dos royaltes recorrentes mensalmente. Se seu franqueado está faturando e ganhando dinheiro, você também ganhará. De nada adiantará abrir 100 unidades em um ano e no seguinte fechar 60! Preocupe com a qualidade.
  5. Seja parte do processo. Independente da forma que você realizará a expansão da sua marca, seja de forma interna ou contratando uma equipe, acompanhe os processos, esteja disponível para falar com os candidatos. Se fazer presente é fundamental para que a pessoa que está adquirindo a marca sinta segurança no que está comprando. Afinal, como diz o ditado: “o olho do dono é o que engorda o gado”

E lembre-se sempre: é preciso dar o primeiro passo. Toda grande rede iniciou com uma primeira unidade para então crescer. Planeje com segurança, seja persistente na execução e os resultados serão consequência.

Imagem: Freepik


 

Bárbara Caretta é Head de Expansão na Goakira Invest. Especialista em liderança e gestão comercial. Apaixonada por comunicação e desenvolvimento de equipes, 100% mão na massa, apoiando equipes e empresas a estruturar a melhor estratégia de expansão da sua rede.