Connect with us

Colunistas

Turnover – esta não é mais uma daquelas discussões de problemas do mercado

Published

on

como reduzir o turnover

Recentemente, eu almocei com um franqueador que estava com um modelo de restaurante novo em um ambiente totalmente alegre, aonde os atendentes vinham e sabiam o que ele iria pedir, qual a mesa favorita dele e com um cuidado e delicadeza diferenciados ao se importar com sua saúde. E nessa mesma conversa, tivemos aquela velha discussão sobre turnover, principalmente no segmento de restaurantes, dificuldade de treinar, reter, qual o melhor modelo de manter qualidade, padrão e motivação, etc.

Falamos também de modelos de sócio operador, investidores sem ser franqueados, marca com investimento 100% dela e operador com % no negócio e qual foi o final da discussão? Ele me disse que em um ano, ele trouxe onze funcionários da outra unidade e que, hoje, tem somente duas novas atendentes, o restante continua lá!

Ou seja, turnover baixíssimo! Sonho de qualquer varejista, empreendedor ou gerente, não é?! E aí que vem a minha reflexão: – o que ele tem de diferente? O que ele faz fora do normal? Seria recompensa monetária? Um RH incrível? Fit cultural?

Um dos pontos que me abriu: ele contrata gente que não sabe nem segurar uma bandeja. Hum… será que é só isso? Treinar na base?

Eu, que estou de fora, pergunto e respondo a vocês, olhem o começo da minha narrativa (vou dar um tempinho para você voltar lá).

São alguns pontos que vale observar e já faz um tempo que esse tema me ronda, o ambiente, a cultura, o “cuidar”. Porque se sua equipe tem essa maneira linda de se comprometer e dar importância ao outro, com certeza, o atendimento será uma continuidade disso tudo. Não tiro o mérito de bons gestores, de seres humanos como o próprio nome diz HUMANOS.

Será que estamos em um momento de tantos conflitos, falta de tempo (ou prioridades) para treinar e cuidar da equipe que não conseguimos parar e fazer o básico? Cuidar de gente e parar de discutir o que está errado.

E você, ao ler isso, tem tempo de “cuidar” da equipe e dos seus cliente?


 

Fabiana Hamada é sócia e diretora comercial da Goakira Design. Especialista em varejo e franchising, apoia empreendedores a crescer por meio de uma arquitetura que conecta pessoas e dá resultado.