Connect with us

Operação

Marcas de luxo dobram aposta no mercado de resorts

Grandes marcas expandem estrategicamente para destinos de lazer para alcançar seu público-alvo

Published

on

Mercado de resorts

O varejo de luxo no mercado de resorts registrou um aumento significativo, dobrando entre 2022 e 2023, uma taxa quatro vezes maior do que os níveis pré-pandemia, conforme o relatório Perspectivas Globais do Varejo de Luxo 2024 da Savills.

Segundo o relatório, grandes nomes como Alexander McQueen, Balenciaga, Burberry, Bvlgari e Zimmerman, juntamente com gigantes do setor como LVMH, Richemont e Armani, expandiram estrategicamente para o mercado de resorts para alcançar seu público-alvo.

“Este aumento é um fator tanto da demanda das marcas quanto do aumento da oferta, à medida que resorts e hotéis de luxo buscam cada vez mais maximizar seus imóveis criando oportunidades de varejo no local para satisfazer as necessidades de seus hóspedes”, observou.

As pop-up stores também se tornaram uma abordagem popular, proporcionando experiências memoráveis para os turistas. Por exemplo, as duas butiques temporárias da Louis Vuitton no Zuma Mykonos em 2023, apresentando coleções exclusivas e a campanha LV By the Pool.

“Localizar-se e alinhar-se com os mercados de resorts também permite que as marcas ampliem suas linhas e ofertas de produtos”, acrescentou o relatório.

“Olhando para frente, as viagens de lazer ainda estão em modo de crescimento. Marcas que estão aproveitando os altos níveis de circulação enquanto se alinham cuidadosamente ao contexto sazonal e cultural dos hubs de esqui e verão, inevitavelmente fortalecem suas identidades no palco internacional”, observou.

Outra tendência é o surgimento de empreendimentos de restaurantes e cafés, seja dentro de lojas existentes ou como entidades independentes. Exemplos incluem o Tiffany & Co Café e o Armani Caffe, ambos inaugurados no Dubai Mall em 2023.

“Estamos vendo algumas marcas de luxo, além dos tradicionais grupos de moda e joalheria, levarem isso a um passo adiante ao emergirem como verdadeiros conceitos de luxo de estilo de vida”, afirmou o relatório.

A RH também exemplifica essa transição, transformando suas ‘galerias’ em destinos imersivos oferecendo não apenas produtos, mas uma experiência de hospitalidade abrangente.

Além disso, a pandemia destacou o potencial dos mercados domésticos de luxo, levando as marcas a explorarem locais relativamente pouco explorados com populações residentes abastadas, ao lado do ressurgimento de locais com foco doméstico dentro das principais cidades de luxo como Nova York e Londres.

Imagem: Envato
Informações: Retail Asia 
Tradução: Central do Varejo