Connect with us

Franchising

Setor de confeitaria impulsiona mercado de food service

Consumo elevado do doce, alinhado aos desejos do consumidor, fortalece o crescimento do segmento

Published

on

setor de confeitaria

Considerado o 2° país que mais busca a palavra “bolo” no Google, o Brasil mostra a preferência pelo doce, que impulsiona o segmento de confeitarias e movimenta R$ 12 bilhões por ano no país, segundo a pesquisa ‘Consumo Equilibrado’, publicada em 2023 no site Minuto Ligado. A alta movimentação também é um reflexo mundial, já que de acordo com dados Mordor Intelligence, o setor de confeitaria deve crescer 3,45% por ano, levando em consideração os anos de 2021 a 2026.

De olho nessas tendências, a Casa de Bolos, maior rede de franquias de Bolos do Brasil e pioneira no segmento, integra essa tendência, com a articulação de novos sabores, produtos sazonais e com preços competitivos no mercado. A rede, presente em mais de 200 cidades pelo país, com 500 lojas, é responsável pela produção diária de 55 mil bolos, feitos de forma 100% artesanal e com fruta de verdade, com uma variedade de mais de 100 sabores com opções clássicas, recheadas, diet, funcional bolo caseiro no pote, além de outras sobremesas.

Para Rafael Ramos, diretor de marketing da Casa de Bolos, os altos índices do food service mostram a força do setor. “O consumidor está em busca de novas opções para se alimentar, por isso, a área demonstra um crescimento promissor, principalmente quando falamos dentro do cenário das franquias, que apresentou um aumento de 26,6%, no segmento de alimentação no primeiro trimestre deste ano, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF)”, compartilha.

Em relação a produção dos bolos, o diretor ressalta a necessidade de ouvir os clientes para aderir ao mercado positivamente. “Os clientes querem encontrar sabores para diferentes celebrações, como momentos à mesa com a família e amigos ou até mesmo para comer no trabalho ou na rua, mas sem perder a qualidade e o sabor que marcam o produto. Por isso, investimos em tendências como o Grab and Go, na linha de Bolos Caseiros de Pote, opção prática e rápida que vende mais de 150 mil unidades no mês”, afirma.

Toda essa procura pelo setor de confeitaria também favorece a abertura de novos negócios. “A área da confeitaria é favorável para quem deseja começar no empreendedorismo, especialmente pela constante procura pelos produtos, somada a uma produção simplificada com um ticket médio popular, o que aumenta a vida útil do negócio e fortalece o lucro da empresa. Só esse ano, na Casa de Bolos, esperamos chegar a marca de 600 lojas pelo país com este tipo de negócio”, finaliza o executivo.

setor de confeitaria

Imagem: Divulgação